Categoria: Alimentos orgânicos

Alimentos orgânicos

Como plantar orgânicos

Alimentos orgânicos são aqueles que provêm de sementes não-geneticamente modificadas, que não receberam adubação química artificial durante o crescimento ou frutificação e foram regados com água de qualidade.

Parece complicado, certo? Mas não é.

Para cultivar uma planta, seja ela qual for, é necessário observar 3 itens fundamentais ao pleno desenvolvimento desse ser vivo:

1- solo

2- luminosidade

3- regas

Se você pesquisar e sobre as necessidades – e entender o bioma de onde aquela espécie é nativa – você poderá reproduzir as condições em que ela brota espontaneamente e reduzirá a possibilidade de doenças e pragas.

Tipos de solo

Arenoso

Existem espécies que se desenvolverão melhor em um solo mais arenoso pois são nativas de áreas desérticas como cactos, suculentas. Para cultivar esse tipo de plantas, você deve misturar um 1/3 ou 1/2 de areia grossa ao substrato de plantio.

Argiloso

Esse é um tipo de solo típico de regiões tropicais ou úmidas. É um tipo de solo que quando molhado, parece barro e quando seco, racha. A terra-roxa é um tipo de solo argiloso. É uma terra excelente para a agricultura.

Solo humoso

É um tipo de solo que contém muita matéria orgânica portanto, é muito rico em nutrientes. É o ideal para cultivar a maioria dos alimentos.

Solo calcário

Típico de regiões pedregosas e é formado por partículas de rochas. Ocorre naturalmente em desertos e esquenta muito com a incidência solar. Não é indicado para a agricultura.

Dica: investigue de onde a planta vem. Pesquise a origem da espécie que você quer cultivar e tente reproduzir o solo de onde ela é nativa na sua casa. Coloque areia, matéria orgânica, cálcio e outros nutrientes. Isso fornecerá condições para o melhor desenvolvimento da espécie.

Luminosidade

Há plantas resistentes (e que pedem) o sol pleno e também, plantas que gostam de meia-sombra ou até mesmo de sombra. Portanto, é fundamental seguir a regra do “investigar de onde vem”. Se for um arbusto típico da floresta, provavelmente ela vai se desenvolver melhor em um ambiente de meia sombra. Se for uma herbácea aromática, o sol pleno é o ideal.

Irrigação

Pode-se coletar água da chuva, pode-se criar bacias de evapotranspiração, pode-se usar água da torneira ou de um açude mas o ideal é que sim, siga a regra e investigue de onde a planta vem para medir a quantidade e frequência de regas. Assim, evita-se o apodrecimento das raízes, aparecimento de fungos ou ressecamento de folhas e perda de flores e frutos.

Alimentos orgânicos

E o que tudo isso tem a ver com plantar orgânicos?

A ocorrência de fungos, pragas, frutos e folhas deficientes acontece basicamente por 2 motivos: monocultura (plantio de apenas uma espécie em larga escala) ou plantas doentes por falta de nutrição e condições básicas para a sua sobrevivência.

E é isso que “obriga” os grandes produtores a usar agrotóxicos e adubos químicos. Porém, se houver uma rotação de culturas, ou no mínimo, uma variedade de espécies juntas em um mesmo espaço, observando condições de irrigação, luminosidade e solo ideal, a chance da sua plantação de alimentos orgânicos ser um sucesso crescerá 100%.

Ainda assim, é necessário adubar o solo de tempos em tempos. Falo mais sobre adubos orgânicos aqui.